Posts com Tag ‘criptografia’

http://www.gta.ufrj.br/grad/08_1/quantica/cap1.html

A criptografia simétrica é um modelo de criptografia que tem como principal característica a utilização de uma mesma chave para cifragem e de-cifragem.

Por usar uma mesma chave o processo de cifragem/de-cifragem é mais rápido que outros métodos, porém tal cripto sistema possui alguns problemas de segurança.

São utilizados no processo de cifragem operações de; substituição, permutação, rotações, comparações lógicas (AND “e”, XOR “ou exclusivo”) e operações aritméticas simples.

Exemplos usando algumas operações citadas acima:

permutação: os valores são “trasportados” para outras posições

texto plano (P): RAREFECUNDO

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

R A R E F E C U N D O

Chave (K):

3 10 6 2 11 7 4 5 1 8 9

Texto Cifrado (C):

3 10 6 2 11 7 4 5 1 8 9

R D E A O C E F R U N

Tendo a chave e o texto cifrado, apenas colocamos os números na ordem e teremos o texto plano.

Operação Booleana XOR(ou exclusivo):

usando o sistema binário, temos que operações com valores idênticos retorna “1” e valores diferentes retorna “0”.

texto plano (P): 01000001 “código binário correspondente a letra “A” maiúsculo”.

Inventamos a chave (K): 11100110

Operação:

01000001 (P)

11100110 (K)

10100111 (C)

tendo a chave e o texto cifrado usamos o ou exclusivo novamente para chegarmos ao texto original.

11100110 (K)

10100111 (C)

01000001 (P)

Algum algorítimos usados atualmente na criptografia simétrica:

– Triple DES

– IDEA

– Blowfish

– RC5

– CAST 128

– RC2

Ao usar criptografia simétrica não conseguimos tratar duas questões fundamentais, a autenticação e o não repúdio.

Precisamos da autenticação para para garantir a identificação dos acessos, já que a chave é única(compartilhada) alguém que teve a chave acessa. E o não repudio, a mesma chave que possibilita a comunicação segura pode ser usada para criar falsificações em nome de outros usuário em se tratando de sistemas de acesso remoto.

Thiago Amorim

Apresentação da Aula: Criptografia Simétrica

Outras fontes:

http://www.gta.ufrj.br/grad/08_1/quantica/cap1.html

http://www.gris.dcc.ufrj.br/artigos/GRIS-2005-A-004.pdf